quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Good feeling ou um bem que veio por bem.......

Depois de 2 anos à procura de emprego em part-time, só para manhãs para estar com os filhotes de tarde, comecei em Abril a procurar full-time.
Aqui na Alemanha não facilitam nada a vida de uma mãe que quer trabalhar (mas isso não interessa agora).
Em Maio fui a uma entrevista. Estavam à procura para a minha área e para o que tenho experiência.
Mas infelizmente não fui escolhida. O chefe disse-me que tiveram mais de 50 candidaturas e que eu tinha sido das favoritas mas fiquei em segundo lugar. Fiquei muito desiludida mas depois também motivada porque estava perto. Quando se procura emprego há tanto tempo a esperança vai diminuindo e ás vezes já duvidava do meu curriculum e ser favorita (mesmo sem ser escolhida) já foi muito bom.
 
Quando estive de férias em Portugal em conversa sobre trabalho disse que tinha um feeling que ainda  ía trabalhar para a tal empresa. Não sei explicar, senti! Tinha mesmo quase a certeza.
 
Pensei em enviar o meu curriculum em Setembro outra vez para se lembrarem de mim mas tal não foi preciso. Final de Agosto recebi um e-mail a perguntar se ainda estava disponível e interessada e hoje recebi o meu contracto de trabalho!
 
Vou começar a trabalhar em Dezembro e estou felicíssima (finalmente vou pôr os meus neurónios a funcionarem, lembram-se?)!
 
Na Alemanha ainda é muito natural as mamãs ficarem em casa ou trabalharem em part-time por isso há quem (outras mães) me ache maluca, há quem me ache corajosa e também má mãe (isso não me dizem, claro, vejo um rolar de olhos ;o)), mas eu acho que as mentalidades aqui estão e precisam a mudar e os meus filhotes também ficam a ganhar se a mãe está satisfeita, certo?
 
ah a primeira escolha da empresa engravidou!! um bem que veio por bem - para mim também.
 
Tenham um óptimo dia cheio de bons feelings,
Sandra
 

14 comentários:

  1. Que boa notícia, Sandra! Fico contente por ti. Obviamente que não fazes mal, não percas tempo a pensar nisso. Força, boa sorte!

    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Ficam ... os filhos ficam a ganhar se tiverem uma mãe satisfeita mas também ficam satisfeitos se tiverem uma mãe em casa e disponível para brincar quando eles chegam ... é uma questão de equilíbrio que talvez aí na Alemanha ainda não tenham entendido :) fazes muito bem em ir trabalhar. beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vai haver uma rotina diferente, é certo, mas como tenho horário flexível acabo por ter tempo para os filhos também. Quando estive em Portugal eles estavam 11 horas na escola/infantário (o que infelizmente é muito normal aí) e isso custava-me muito. Aqui vou conseguir chegar mais cedo a casa e de outra maneira nem dava, o ATL só funciona até ás 17:30h. Beijinhos

      Eliminar
  3. Que boa noticia. Parabéns. Vai correr tudo bem. Bjs

    ResponderEliminar
  4. Bom retorno!
    Fico contente por ti!
    :)
    tudo muda e o que queremos vem sempre ter connosco!
    mais tarde ou mais cedo!

    ResponderEliminar
  5. Bom retorno!
    Fico contente por ti
    :)
    tudo muda
    e o que desejamos
    vem, mais tarde ou mais cedo, ter connosco!
    beijinhos

    ResponderEliminar
  6. mas que BOA notícia! Parabéns, fico muito contente!

    beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Força. :) Se ainda para mais é a tua área, com certeza que te sentirás feliz, e isso é muito importante.

    ResponderEliminar
  8. Notícia excelente! e que sexto sentido espetacular! a minha mãe dizia " o que é nosso, o gato não come", querendo dizer que quando a coisa tem que ser nossa, será mesmo. Pode demorar, mas vem para nós!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei se é sexto sentido ou destino. Sábias palavras as da tua mãe, também acredito nisso. Bjs

      Eliminar