sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Afinal é uma espécie de mam(a)lzeimer! Não estou a ficar maluca......

Tudo começou quando estive a morar em Portugal.
Um dia fui levar a Luisa a casa de um amiguinho e quem me abriu a porta foi o pai. A cara não me era estranha mas não sabia quem era.
Ao ir embora encontrei a mãe e disse-lhe: "acho que conheço o teu marido de algum lado, talvez tenha andado comigo na escola!". Quando fui buscar a Luisa a mãe do menino disse-me: "O meu marido também te conhece. Ele morava perto da tua avó e vocês brincavam juntos."
Eu não me lembrava de nada, telefonei à minha avó e ela é que me contou que brincavamos todos juntos. Andei uma semana a matutar nisso. Como é que isso se apagou da minha memória?
Uma das minhas melhores amigas é psicóloga. Falei com ela. Há tanta coisa da minha infância que não me lembro.........e tantas que gostava de não me lembrar!

Depois regressei à Alemanha e no prázo de 1 semana vieram 2 pessoas falarem comigo que eu não conhecia. Sabem aqueles momentos em que procuramos um buraco para nos escondermos?!?
a desconhecida: "olá Sandra, tudo bem"
eu: "????"
Se sabe o meu nome deve de me conhecer, certo? E eu também, certo?
Eu só estive 3 anos fora, em Portugal.

Já é normal eu encontrar pessoas com quem trabalhei e não me lembrar dos nomes.

Isto são alguns exemplos mas há muitos mais.
Semana passada, p.ex. estava a jogor Monopoly com os meus filhotes e pergunto ao Tiago: "estás com dores nos ouvidos?? - ele: "ó mãe ainda há pouco me perguntáste isso" ahhhh. No mesmo dia estive com uma senhora que me disse o que fazia profissionalmente, 5 minutos mais tarde já não me lembrava do que ela me disse!!

Bem, isto já assusta! Sei bem o que é viver com alguém que está a perder a memória e é muito triste.

Semana passada estive no meu médico de família por outro motivo mas acabei por tocar no tema. Ele já me conhece há muitos anos, é o médico de quase toda a família. A primeira coisa que ele me disse foi: "não te preocupes, isso é do stress"!! ahh?!?! Então eu quando trabalhava tinha tantos prazos na cabeça, tantos projectos, cálculos, etc. e agora estou em casa e esqueço-me de tudo por causa do stress?!?!?! Como é que vai ser quando começar a trabalhar?? Não vou saber nada?? ele: "agora é um stress diferente, os filhos, isto, aquilo!. Lá me deu vários exemplos que até fazem sentido. Garantiu-me que quando trabalhar (e precisar dos neurónios, porque até trabalho) a coisa muda e tudo volta ao normal.
 
Entretanto já falei com outras mães que se queixam do mesmo.
 
Já estou mais descansada, afinal não estou a ficar maluca, só com mam(a)lzeimer e a precisar meter os neurónios a funcionarem!
 
E por aí? Alguem que sofra do mesmo?
 
Beijos e boas memórias,
Sandra


4 comentários:

  1. Olha Sandra eu sofro do mesmo! Tem alturas em que parece que o meu cérebro parou!

    ResponderEliminar
  2. Com algumas coisas, sim. É como se passasse uma borracha, tempos depois não me lembro de detalhes nenhuns.

    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Eu desde que o Enzo nasceu que noto que a minha memória nunca mais foi a mesma, esqueço-me de coisas que disse, ouvi, fiz, etc. Às vezes fico mesmo envergonhada, como é que é possivel não me lembrar? Mas dizem que faz parte de ser mãe :)

    Bom fim de semana Sandra, nós temos neve, finalmente!
    margarida

    ResponderEliminar
  4. Acontece claro. O que o neurologista da minha mãe recomendou foi ler bastante. Muito bom para a memória.

    ResponderEliminar