segunda-feira, 15 de outubro de 2012

O Rafael - que teve muita pressa para nascer! O meu afilhado :o)

Acordei ontem cedo e com uma valente dor de cabeça, aliás como a semana toda. Deixei-me ficar na cama e decidi esperar pelo resto da família para tomar o pequeno almoço e um ben-u-ron. Mal eu imaginava que só ía tomar o pequeno almoço já bem depois da hora do almoço.
 
Tocam à campainha, salto da cama e abro a porta, do outro lado estava o meu primo muito aflito.
"Chama uma ambulância, a L. (a esposa grávida de 9 meses) está muito aflita aos berros"
É claro que com um "arranque"assim não nos ocorreu o número de telefone, o simples 112, que toda a gente conhece. Enquanto o maridão procurava o número eu vesti-me e tocam outra vez à campainha (nem 5 min. depois)
"Já está lá a ambulância, ela não para de gritar e deitou sangue"
Como?!?!? Ainda não chamámos a ambulância!! Não interessa.
Calcei as botas, peguei num casaco, que por sorte até era meu. Também podia ter apanhado um da Luisa ou até do Tiago, mas era meu. Pedi à Luisa que me chegásse um gorro porque nem tive tempo de me pentear e lá fui toda despenteada e não só!!
Cheguei lá, dei as informações aos enfermeiros, traduzi o que foi necessário e a partir daí a L. só gritava por mim. Eu acho que NUNCA ninguém gritou tanto o meu nome.
 
Parir um filho já é dificil mas parir num país onde (ainda) não se compreende a língua ainda é mais.
 
Mais tarde disse-lhe que às vezes me apeteceu gritar-lhe que eu não tinha culpa eheheh.

Assim que chegou o médico do INEM prepararam-na para ser transportada para o hóspital (partiram a cama ao pegarem nela!).
Infelizmente fecharam a seccção de partos do hóspital aqui da cidade e o mais perto fica a ca. de 15 minutos o que parece uma eternidade quando se está com tantas dores.
Mas o bébe aguentou-se, não nasceu em casa nem na ambulância e eu estava mesmo a vêr que ía nascer no elevador!!
Mas não :o), esperou chegar à sala de partos.

Valeu-me a experiência de ter tido 2 filhos e ajudei-a a acalmár-se e a respirar nos momentos em que estava a perder o controlo. Por momentos achei que me ía partir o braço e já estava a pensar na indemnização que ía receber por ir com ela para tribunal (como nos states).
Mas não partiu e eu vi nascer o Rafael - cortei o cordão umbilical!!
Lindo!

Quando o papá chegou o Rafael já estava ao meu colo.
Reparei que eu estava com a camisola vestida do avesso.
Depois desta aventura ele disse que eu devia ser a madrinha! -
Com muito gosto :o)
Não é todos os dias que vejo nascer uma criança.

Voltaram as dores de cabeça (tinham melhorado), fui para casa tomar o pequeno almoço e o ben-u-ron eram umas 13:30 horas.
Depois senti-me tão cansada que se não fossem os meus filhotes teria dormido toda a tarde.

O parto demorou ao todo UMA hora e MEIA!! Uffa.

Que domingo emocionante!

Beijos e uma óptima semana,
Sandra

8 comentários:

  1. Meu Deus, que aventura!!!!! Uff!! Parabéns à família! E vês, começas logo a ser uma madrinha e pêras a partir do momento zero, mesmo antes do nascimento! Não é para todos, manter a calma e "cabeça fria" nesses momentos.

    Provavelmente se não fosses mãe terias caído para o lado :)

    Um beijinho e uma boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Paula, acho que me portei bem. A médica deu-me os parabéns e agradeceu a ajuda :o)
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Bem, que emoção Sandra!!! Uma hora e meia, hã?! Também tenho esse record. ;)
    Espero que estejas melhor dessa dor de cabeça. Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os meus demoraram mais tempo e o corpo sempre tem mais tempo para se preparar, acho eu!

      Estou sempre a ver se respondes ao meu mail......vê se dás noticias.

      Beijinhos

      Eliminar
  3. apesar de tudo, santo parto… uma hora e meia, que sorte!!!! bem-vindo ao mundo bebé Rafael :)

    ResponderEliminar
  4. Até me arrepiei com o que se passou. Parabéns pelo nascimento do afilhado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Isa.
      Ainda não comentei os teus posts por falta de tempo mas tenho lido e envio-te um grande beijinho

      Eliminar